terça-feira, 22 de março de 2016

[Resenha 46] De repente, o destino - Susan Fox (Irmãs Fallon #01)

*** Sentar ao lado do escritor eleito "solteiro mais sexy" de seu país no avião. Tá valendo! ***



Wild Ride to Love #01 / Irmãs Fallon #02
Editora Única
382 páginas

SinopseQuando o destino age a favor do amor, não há como resistir!  A vida de Theresa Fallon sempre foi cercada de estudo e teses, afinal, ela é o gênio da família e se orgulha disso. Mas o destino... ah, o destino! Voltando da Austrália para o Canadá para o casamento de sua irmã mais nova, Theresa conhece Damien Black, um homem elegante e extremamente sedutor. Apesar de sua personalidade um tanto arrogante negar a atração, existe algo nele que faz com que ela queira se entregar totalmente. 
Damien já está cansado de ser assediado por mulheres. Escritor de sucesso e incrivelmente sexy, ele não precisa se esforçar muito na área da conquista feminina. Quando conhece Theresa, o jogo da conquista se torna realmente tentador e ele usará seus dotes para conquistá-la.
Será um longo voo. E nessas horas eles terão tempo suficiente para aproveitar essa brincadeira do destino...
Série Wild Ride to Love: 
#1 Sex Drive (2009) (Theresa)
#2 Love, Unexpectedly (2010) (Kat) 
#3 His, Unexpectedly (2011) (Jenna) 
#4 Yours, Unexpectedly (2011)  (Merilee)
​​Série Irmãs Fallon (publicada no Brasil pela editora Única):
#1 De repente, o amor (Kat) (trem)
#2 
De repente, é ele (Jenna) (carro)
#3 De repente, o destino (Theresa) (avião)
#4 De repente, o desejo (Merilee) (navio cruzeiro)
Opinião:

Antes de começar a ler esta resenha, reforço o que está ilustrado acima: Houve uma pequena mudança na ordem dos livros da série. Na tradução, a ordem dos livros é diferente da ordem dos livros originais. Sem saber muito sobre isso, li primeiro o livro "De repente, o amor", que na ordem original é o livro 2, mas na edição brasileira ficou sendo o livro 1. Isso me deixou chateada e confusa na época, mas agora entendo melhor o que ocorreu.

"De repente, o destino" (livro que resenharei agora) e "De repente, o amor" (lido e resenhado ano passado) tem cronologias quase que concomitantes. A história de Kat começa alguns dias antes da de Theresa apenas.  No livro de Theresa, ela fala com Kat e Kat está pegando o trem no qual se passa quase toda a trama do seu livro. Tendo lido o livro de Kat antes, tive um spoiler importante da história de Theresa, então faria mais sentido mesmo ter lido o livro de Theresa como primeiro lugar, mas não foi um grande problema.

O livro que resenharei hoje é o da Theresa, irmã mais velha das quatro filhas. A série trata de 4 irmãs: Theresa, Kat, Jenna e Merilee (mais velha ->mais nova). Merilee é bem mais nova que as outras, mora no Canadá com os pais, e está prestes a se casar. As outras três irmãs vivem espalhadas pelo mundo: Theresa mora na Austrália, Kat do outro lado do Canadá e Jenna é um "espírito livre", que vive "na estrada". 

Theresa, a personagem principal de "De repente o destino", é uma pesquisadora antropóloga certinha que não quer saber de namorar depois que seu primeiro casamento acabou. Kat, a personagem principal do livro "De repente, o amor", trabalha num grande hotel e vive pipocando de namorado em namorado, todos celebridades. Jenna, protagonista de "De repente, é ele", não é fã de monogamia e nem de relacionamentos sérios. As três irmãs acima, resolvem se reunir apesar das muitas brigas e se unir apesar das diferenças para organizar o casamento de ultima hora da irmã mais nova, Merilee. Então todas estão a caminho de casa: Kat de trem, Jenna de carro e Theresa de avião.

É no aeroporto, pouco antes de pegar o avião na looooonga viagem Austrália-Canadá que Theresa avista um homem lindo. Ele está próximo a um stand de lançamento de um livro (imagino algo como Harlan Coben e James Patterson) estilo policial, que tem um detetive de protagonista e é best-seller. Theresa desdenha o livro "para as massas e sem conteúdo". Dentro do avião, ela senta ao lado do desconhecido da livraria e mal sabe ela que o desconhecido lindo é Damon Black, o escritor dos livros estilo suspense policial que ela desdenhou e que foi votado um dos solteiros mais sexys da Australia.

Damon é uma mistura étnica: meio chinês, meio aborígene australiano. Isso e outras coisas da trama me fizeram lembrar e muito o livro da irmã Kat, "De Repente, o amor", em que o mocinho Nav Baharani é de descendência indiana. Damon esconde de Theresa quem ele é, pois apesar de ela não ter gostado de suas obras, ele a considerou muito interessante. 

Quando uma aeromoça flerta com Damon, ele pede que Theresa finja que é sua noiva (qual a chance disso dar certo??) e Theresa, resolve ser impulsiva pela primeira vez na vida e começa um relacionamento - que se torna bem sensual em poucas horas de voo - com o desconhecido. Além de sensual, o relacionamento se torna bastante profundo apesar do pouco tempo que se conhecem. Theresa e Damon  "já se consideram pacas"  se interessam e se importam um com o outro de um modo inédito para ambos. 

Achei o título "De repente, o destino" bem próximo do original "Love, Unexpectedly" (tradução literal: "Amor, inesperadamente"). Achei a tradução boa, e as notas de rodapé sobre as peculiaridades da Austrália boas, mas teve alguns diálogos que não consegui compreender direito, pois deviam vir de gírias australianas. Foram poucos, e não impediram que eu compreendesse a cena ou o todo da obra, mas vale mencionar.

Gostei de Damon e Theresa tanto quanto gostei de Kat e Nav. Não sei se ambas as tramas seriam possíveis na vida real, mas os personagens não ficam de mimimi por muito tempo, coisa que me agrada muito. Por exemplo, quando Theresa descobre que Damon mentiu sobre quem era (disse se chamar Day e não disse ser o escritor), ela fica brava, mas em poucas páginas pondera e resolve o problema. Isso é raro! A maioria das personagens ficam bravas por capítulos e discutem sem fim coisas que não precisariam ser tão elaboradas assim. Acho que isso mostrou maturidade dos personagens e consideração da autora. 



O layout da edição da Editora Única é muito bom, as páginas amarelinhas são amigáveis aos olhos e a letra e espaçamento também. Além da trama bem construída, com personagens de dilemas reais, características e falhas reais também. Gostei muito da escrita de Susan Fox e, tendo ganhado os outros dois livros da série, os pretendo ler em breve.

Recomendaria?? Sim, recomendo. É uma leitura HOT, mas a escrita flui bem e dá pra se ler bem rapidamente. 

Releria?? Após ler este livro, reli o "De repente, o amor", que ficou sendo um dos preferidos do ano passado. Não dispenso reler este, mas não tenho planos para ser tão cedo.