terça-feira, 28 de abril de 2015

[Curiosidade 06] Doenças Literárias - Parte I - Você sofre de alguma?

Oi leitores e leitoras <3

Estou de "ressaca literária" então resolvi escrever sobre ela.
Tenho várias leituras em andamento, mas algumas coisas andam atrapalhando que eu as conclua, como por exemplo: meu celular novo, com aplicativos legais; o novo joguinho Farm Heroes e principalmente cansaço mental depois de muito trabalhar. 

Não se preocupem, estou tentando dar um jeito e logo volto a indicar livros ótimos para todo mundo. Estou arrastando a leitura de alguns como: 
- O Pacto, de Joe HIll
- Fahrenheit 451, de Ray Bradburry
- O Pessegueiro, de Sarah Addison Allen
- Não Pare!, de F. M. L. Pepper

(Detalhe. Noto que, ao listá-los, percebi algumas causas para o meu problema. Apesar de serem livros bons interessantes, os dois primeiros principalmente não são livros do estilo literário que eu estou acostumada a ler. O terceiro eu não escolhi propriamente le-lo e não sei bem do que se trata. Estou andando às cegas em capítulos longos, coisas que costumam me desagradar muito. E o último eu comecei recentemente então não posso afirmar muito sobre ele)


***   ***   ***

É comum nas redes de leitores "ouvir" pessoas reclamando sobre estarem com "Ressaca Literária" (RL). Antes de eu me engajar em grupos sobre livros, eu costumava chamar isso de "Órfã de livro". 

O principal sintoma para qualquer "Ressaca Literária" é a incapacidade de o leitor "engrenar" em uma nova leitura e finalizá-la. Eu chego a começar vários livros, mas não passo do começo de nenhum deles. 

As causas variam. Normalmente a RL está relacionada com o fato de a pessoa ter se "embebedado" (rsrsr alguém fala isso assim?) com uma leitura muito maravilhosa, está relacionada com ter terminado um livro muito bom, mas eu diria que não é  só isso que costuma causar a incapacidade de se encantar por outro livro. Como comentei mais para cima, às vezes as causas são outras.

Há cura? Sim, claro. Às vezes o paciente fica debilitado e a vontade de se render a doença é grande, mas eu nunca deixaria de ler por muito tempo. 

Há algumas opções de tratamento: 
1) Não fazer nada. O paciente continua lendo, devagar e sempre, mesmo que livros pouco empolgantes até que algum deles o tire da ressaca. 
Eficácia: variável, sem promessa de cura completa.
Tempo de duração: variável e normalmente mais longo que os outros.
Efeitos Colaterais: nenhum, exceto a possibilidade de prolongamento desnecessário da doença.

2) Novo livro. O paciente que segue esse tratamento começa um livro novo sem abandonar os outros, tentando que com o animo renovado por esse livro, os outros fiquem mais empolgantes.
Eficácia: baixa.
Tempo de duração: variável, mas pode durar apenas um livro.
Efeitos Colaterais: não sabido, mas o risco de que mesmo sendo um livro bom, ele acabe como os que estão empacados é grande, já que o moral geral de um livro qualquer é médio. Esse tratamento foi aprimorado e virou o tratamento número quatro, este sim, de eficácia comprovadamente alta.

3) Reler. O paciente pode reler algum livro que o tenha encantado. 
Eficácia: Alta. 
Tempo de duração: um livro.
Efeitos colaterais: Este tratamento pode causar agravamento de outra doença literária: a "Ansiedade da Pilha de Livros" (APL) que muitos leitores compradores compulsivos desenvolvem.

4) Autores Favoritos (ou também chamado de Drogas Mágicas). O paciente deve parar todas as leituras sofrenildas por um tempo e procurar um livro novo de algum de seus autores preferidos. 
Eficácia: 100%
Tempo de duração: um livro.
Efeitos colaterais: O fato de ter que parar todas leituras fracas pode ser problemático para alguns leitores que sofrem de "Síndrome do Abandono" (SA) e se recusam a largar livros mesmo que sejam fracos ou ruins antes de seu fim.


***   ***    ***

Meu tratamento preferido é o quarto. Normalmente tento dar uma chance ao um, e em duas semanas entro com o tratamento dois. Caso ainda assim não funcione, em mais uma semana de leituras abordo o tratamento 4, pois no momento sofro de "APL" também e o tratamento 3 não me serve bem.

Já sofri muito de "SA", mas dessa me curei bem. Elaborei um método para quando desisto de um livro. Já escrevi sobre isso noutra publicação sobre "o Ritual". Esse ritual também serve para me ajudar a detectar uma Ressaca literária. 

Normalmente os livros que estou lendo numa "RL" ficam arrastando-se entre 20-30%, pois são interessantes bastante para eu sair dos 20%, mas eu não tenho gás para ir muito mais adiante do que 30%.

No momento estou dando uma chance ao "Não Pare!" como parte do tratamento número dois. Ele me veio bem recomendado (obrigada Viviane, leitora do blog) então acho que há uma boa chance de eu conseguir sair da Ressaca com ele. Caso contrário, já separei um livro da Bella Andre para ler no tratamento 4 e maio está aí com muitos livros de presente de Anneversário <3

Espero que não tenham achado um monte de bobagens e que tenham curtido =). É meu lado cientista falando. E, caso sofram de alguma doença literária, sigam sempre os tratamentos direitinho, hein?