domingo, 26 de abril de 2015

[Resenha 22] O Beijo das Sombras - Richelle Mead (Academia de Vampiros #01)

*** Uma primeira vez esquecível - uma segunda chance providencial ***


Série Academia de vampiros:
1. O beijo das sombras
2. Aura Negra
3. Tocada pelas sombras
4. Promessa de Sangue
5. Laços do Espírito
6. O Último Sacrifício

Série Bloodlines:
1. Laços de Sangue
2. O Lírio Dourado
3. Feitiço Azul
4.  Coração Ardente
5. Sombras prateadas
6. The Ruby Circle (publicado em inglês em fevereiro de 2015, sem tradução ainda)


Sinopse (adaptada por mim, pois não gostei de nenhuma que li): Vasilisa "Lissa" Dragomir é uma princesa vampira (Moroi) na sociedade de vampiros criada por Richelle Mead neste primeiro livro de "Academia de vampiros" . Sua melhor amiga Rose Hathaway é uma Dampira (meio vampira, meio humana), classe que tem como missão formar guardiões para proteger os Moroi, que são ameaçados de "extinção" pelos Strigoi (vampiros que se corromperam e querem acabar com os Moroi). 


Os pais e o irmão de Lissa morreram em um acidente de carro do qual apenas as amigas saíram ilesas. Apesar da tristeza, as duas frequentavam a Escola São Vladimir, onde enquanto Rose aprendia a ser guardiã de Lissa, Lissa buscava se especializar em algum elemento (fogo, terra, água ou ar) como é comum entre os Moroi terem essa habilidade. Entre elas, após o acidente um "laço" se criou, e às vezes, Rose é sugada para dentro da mente de Lissa quando as emoções dela são muito fortes.


As coisas pareciam calmas, mas a professora Karp ao perceber sua ligação, as avisa de que coisa muito ruins podem acontecer: alguém as observa e Lissa está em perigo. As meninas então fogem e tentam sobreviver não somente aos Strigoi e à sociedade de vampiros, mas a algo muito mais cruel: ao colégio ;-)


Opinião:
Eu já havia lido esse livro uma vez, em agosto de 2011. Olha a resenha que fiz no Skoob naquela época: 


"Um livro nas sombras: não se iluminou na minha estante.
Acho que existem outras séries mais interessantes que essa para ler sobre vampiros, por exemplo: House of Night. Comprei esse livro sem saber que era uma série, e a vantagem dele é que pude ler e não "precisei" ler o resto da série para a história do livro ter um fim. E isso é raro. Até há um gancho para a continuação, mas fiquei com muito pouca vontade de lê-la".

Bem, minha opinião se mantém quase igual. Ainda assim, resolvi pegar o primeiro livro da série Academia de Vampiros outra vez. Meus motivos foram:
1) já havia me desfeito do que eu tinha, mas ganhei os três primeiros dessa série em um sorteio.
2) terminei de ler a série House of Night, que eu tanto gosto
3) indicação insistente de duas boas amigas com gostos similares aos meus.
4) interesse pela trama, que já deu origem a uma outra série relacionada e que parece ser bem mais legal que essa. 
5) ao filme, que eu assisti e achei bom.

Gostei do livro.

É bem escrito, bem traduzido (esse segundo fato, uma raridade).
É um livro que consegue dar um final razoável para o primeiro volume e não necessita que a gente leia os outros para ter uma conclusão satisfatória. Na verdade, o filme, que por sinal é fraco visualmente, até que saiu bom e bastaaaaaaante fiel ao livro. O filme incluiu um gancho no seu final, que não vi no livro, mas que é relacionado a história que foi o que me deixou empolgada para continuar lendo a série dessa vez.

Não é  o melhor livro de vampiros que já li. 

É um livro somente de vampiros, não tem lobisomens e nem outros seres mágicos relacionados. Ao menos nesse volume, mas não acho que haja nos outros livros da série também. Se houver, será uma boa surpresa quando eu for ler os outros.

Sobre as personagens não há muito a comentar. Rose pareceu uma personagem que poderia existir mesmo, não é cheia de mimimis, como eu gosto. Lissa, conforme o texto vai andando, nós percebemos que tem uma coisa bem mais sombria sobre ela do que ela emite e acho que isso deve trazer problemas para as duas. Dimitri é o guardião responsável por Lissa até Rose se formar, e rola um climinha entre Rose e ele. É um climinha bem light até. O livro não tem cena de sexo, apesar de apresentar beijos e romance. Cristian (sim, há um Cristian, mas ele não é cinza, apesar de ser perturbadinho devido sua história familiar #quemnunca) é  um personagem que eu gostei muito, e no filme é um ator lindo <3 O ator que faz o Dimitri é maisomenu no filme. Não achei fiel a descrição do livro com 
o ator.
Acho que autora fez um bom trabalho em seu livro, que foi de fácil leitura e não me decepcionou em nenhum momento. Richelle Mead, a autora, por sinal, tem uma profusão de livros no estilo sobrenatural, e poucos deles são conhecidos no Brasil. Há uma série sobre uma súcubo, que me pareceu bem interessante. O primeiro livro da série Georgina Kincaid chama-se "A canção do Súcubo" e também é composta de seis livros.


"Súcubo é um mito de um demônio com aparência feminina que invade o sonho dos homens a fim de ter uma relação sexual com eles para lhes roubar a energia vital."

Além dessa série há outras duas, uma delas me chama bastante atenção, mas não será lida por enquanto (até porque tenho tentado evitar séries que ainda não terminaram de ser publicadas para evitar a agonia. Chama-se "A Era de X" e o primeiro livro é "Tabuleiro dos Deuses". 

Fui me informar sobre essas outras séries dela e admito: me interessaram bem mais que a Academia de vampiros. Já estou tentando providenciar um exemplar da história do Súcubo!


Recomendaria?? Recomendaria outros livros antes desse, mas é um livro bom, com uma boa trama e bons personagens. Então, sim, acho que recomendaria para quem gostar especialmente de mitologias alternativas sobre vampiros e magia, mas não em geral como um ótimo livro.

Releria?? Olha, aprendi que não dá pra dizer que não, né? Afinal, logo esse livro que eu não tinha achado grandes coisas, e eu reli. Não tenho intenção de reler ele outra vez, mas pretendo ir adiante na série, em breve. 


Mas Anne, E O FILME?? Já mencionei o filme durante a resenha, mas reforço agora que é um filme bom. A primeira cena do livro é a primeira do filme e na real pareceu "filme B" para mim, mas em geral é bom. Claro que há algumas adaptações da história, mas sinceramente é um dos filmes mais fieis de livros que eu já vi. E dá para ver o filme antes que o livro, tranquilamente que, mesmo assim, não perde nada do livro. Recomendo o filme também.