quinta-feira, 16 de abril de 2015

[Resenha 21] Anjo Mecânico - Cassandra Clare (As Peças Infernais #01)


**O prelúdio da história, ou um livro inteiro com cara de Prólogo??**



Anjo Mecãnico. Cassandra Clare
Livro 01 da Trilogia "As Peças Infernais"
Editora Record. 392 páginas.


Sinopse: Anjo mecânico apresenta o mundo que deu origem à série Os Instrumentos Mortais, sucesso de Cassandra Claire. Nesse primeiro volume, que se passa na Londres vitoriana, a protagonista Tessa Gray conhece o mundo dos Caçadores de Sombras quando precisa se mudar de Nova York para a Inglaterra depois da morte da tia. Quando chega para encontrar o irmão Nathaniel, seu único parente vivo, ela descobrirá que é dona de um poder que capaz de despertar uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das forças do submundo.

Trilogia As Peças Infernais
1. Anjo Mecânico
2. Príncipe Mecânico
3. Princesa Mecânica

Opinião:

Mistério.

Muito mistério.
Terminei esse livro e continuo no mistério. 

A história começa com a gente conhecendo a Tessa (apelido para Thereza). Ela chega de barco a Londres e é escoltada por duas mulheres estranhas, a Sra. Dark e a Sra. Black (senhora "Escura" e senhora "Preto", qual a chance da duplinha não ser muito suspeita e bizarra? Zero).  
Pouco depois descobrimos que elas são as "Irmãs Sombrias" e eu confundi com as "Irmãs de Ferro", um grupo de mulheres gente boa que fabrica as estelas e outros instrumentos importantes para os Shadowhunters, na série "Os Instrumentos Mortais", mas elas não tem nada a ver uma com a outra.

Vale dizer que esta trilogia é bastante dependente da "Os Instrumentos Mortais", uma série de seis livros em que somos apresentados ao mundo dos Caçadores das Sombras (Shadowhunters), os responsáveis pelo equilíbrio dos seres fantásticos (como vampiros, lobisomens, fadas, feiticeiros e demônios) de todo o planeta. Na verdade, eu não recomendo ler "As peças infernais" antes de ler "Os instrumentos mortais", apesar da trilogia se passar temporalmente antes da outra série.  

(Se mesmo lendo a série quase toda - li 5 livros dos 6 - dos Instrumentos Mortais antes da trilogia já achei o negócio todo muito misterioso, imagina só se eu ainda não conhecesse o mundo criado pela autora Cassandra Clare?)

Bem, Tessa é escoltada pelas tais irmãs bizarras para um local bizarro onde ficam treinando-a e então conhecemos um pouco da habilidade misteriosa de Tessa. Não compreendi direto o que era tal habilidade, mas aos poucos vamos entendendo bem. Achei essa uma das melhores surpresas do livro, que tem mais algumas bem boladas em seu desenrolar. Tessa é mantida a força nesse local com a promessa de que verá seu irmão Nathaniel em breve. Em poucas páginas após o início, Tessa é resgatada por Will Herondale <3 (parente distante de Jace???) e levada para o Instituto de Londres, o QG dos Caçadores das Sombras e conhecemos outros personagens cruciais, relacionados aos de "Os Instrumentos Mortais".

Comecei a ler "Anjo Mecânico" por que quem já leu ambas séries por completo diz que "As Peças Infernais" é melhor que "Os Instrumentos Mortais" (que eu já amei!) e também porque me contaram que há um detalhe importante no último livro de "Os Instrumentos Mortais" que fica melhor compreendido quando se leu a trilogia "As Peças Infernais". 

Acho que já me estendi demais... Gosto de resenhas curtas. Então, finalizando... O livro é bastante bem escrito, com uma mitologia nova de "Caçadores das Sombras" criada pela Cassandra Clare, uma das escritoras de fantasia mais bem afamadas dos últimos anos. Recomendo, para fãs de fantasia, que caso ainda não tenha lido nenhuma das séries comentadas aqui, você as leia, e comece por "Cidade dos Ossos", livro um de seis de "Os Instrumentos Mortais". 

Sabe o que? Mudei de ideia. 
O livro é tão misterioso, que acabei deixando a resenha pior ainda... Então, AVISO DE SPOILER. Se você odeia spoilers, bem, eu também e NUNCA coloco nas minhas resenhas, mas hoje resolvi dar alguns, então se não quiser saber, pare de ler por aqui.



 -> Início dos Spoilers <-

Tessa pode não ser uma humana comum como sempre achou. Ela tem uma habilidade surpreendente: ao tocar um objeto que pertenceu a alguém, ela consegue se transformar na pessoa. Apesar de possuir este dom, as mulheres bizarras pareciam saber isso antes dela e começam ensiná-la a usá-lo, antes de Tessa ser retirada do esconderijo. O livro termina e não sabemos porquê Tessa é especial. Seus pais tinham relações com seres do Submundo mesmo sendo humanos, mas Tessa não é nem vampira, nem caçadora de sombras. Suspeita-se que ela seja feiticeira, mas não há nenhum sinal disso em seu corpo (como deveria haver, caso ela fosse).´
E isso é apenas o começo, pois um vilão misterioso, O Magistrado, está fazendo um exército de robôs demoníacos (um troço que parece mega bizarro ao falar deles assim) e causando um monte de confusões. 



-> Fim dos Spoilers <-


Olha, pra quem curte histórias de fantasia, com vampiros, fadas nada bobinhas, demônios, anjos, lobisomens e outros seres misteriosos, PRECISA conhecer essas duas séries. 

Sério.
Sério Mesmo.

Recomendaria?? Sim, claro. Já falei de que modo durante a resenha. 

Releria?? Olha, pretendo dar continuidade à trilogia logo, portanto não acho necessário reler ainda, mas não descarto a possibilidade de reler tudo, ao terminar a série, caso tiver gostado.