quarta-feira, 29 de abril de 2015

[Resenha 23] Série House of Night - P. C. Cast & Kristin Cast

*** Uma longa série, mas minha queridinha ***

Pedacinho da minha estante <3 Onde ficam os livros preferidos :)


Série House of Night
1. Marcada
2. Traída
3. Escolhida
4. Indomada
5. Caçada
6. Tentada
7. Queimada
8. Despertada
9. Destinada
10. Escondida
11. Revelada
12. Redimida

Novela da série:
1. O Juramento de Dragon
2. O Voto de Lenobia
3. Neferet's Curse (ainda sem previsão de publicação em português)
4. Kalona's Fall (ainda sem previsão de publicação em português)

Relacionados a série:
1. Manual do novato 101
2, Nyx na House of Night

Sinopse GERAL da série, feita por mim:


Conheça a escola e o mundo de magia e vampiros de House of Night!

Zoey é uma adolescente quase normal (como todos os outros adolescentes por aí). Certo dia, Zoey recebe uma tatuagem em sua testa de um vampiro rastreador que anuncia que Nyx, a Deusa da Noite e matriarca dos vampiros a marcou para se tornar uma vampira.
Agora Zoey é uma novata e precisa se mudar para uma das escolas House of Night e ficar entre vampiros adultos, caso contrário, seu corpo poderá naturalmente recusar a transformação, que é gradual. 
Os novatos podem ter afinidades com um dos cinco elementos: terra, ar, água, fogo ou espírito e claro que Zoey parece ser agraciada com dons fora do comum mesmo entre os vampiros mais poderosos. Ela também conhece amigos maravilhosos como Erin e Shaunee (que apesar de uma  branca e a outra negra, se dizem "gêmeas"), Stevie Rae (nome é de menina, estilo "caipira", e colega de quarto de Zoey) e Damien (um inteligentíssimo gay super fofo).

E ainda tem a "vadia do mal" Aphrodite, o cara mais gato da escola Erik Night, e todos os professores, como Neferet a Grande Sacerdotisa da House of Night de Tulsa (e tipo diretora do lugar), a Professora Lenobia (de Equitação), o Professor Dragon Lankford (de Esgrima) e outros.

Quando um dos rituais mágicos dá errado e uma das pessoas em que Zoey mais devia poder confiar começa a dar indicações de não ser mais tão boa, o mundo vira de cabeça para baixo e caberá a Zoey e seus amigos tentar botar tudo em ordem de novo e deter o Mal.

Opinião:

Calma.
Eu seeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiii que o troço tem 12 livros e que é muita coisa, mas se não valesse a pena, eu não tentaria contar para vocês sobre a série, ok? E nem teria chegado ao fim, dela, ok?
Então, calma.

Acho interessante comentar que conheci a série muito por acaso. Minha prima que me emprestou o primeiro e o segundo livros, os único que tinham sido lançados até o momento. Eu passei a angústia de esperar o lançamento dos outros dez, sendo que, às vezes, a ansiedade foi tão grande que comprei e li em inglês mesmo.

Essa coisa de DOZE livros...  Na verdade, não precisava ser tantos assim. No começo, a série teria sete. Acho que alguns livros podiam ser unidos, como por exemplo, o um e o dois. Eles fariam muito mais sentido juntos. Quando reli, percebi que a história parece cortada ao meio. Os dois primeiros livros são a apresentação. O fim do livro dois começa a empolgar meeeeeesmo a gente e o três consolida e bota combustível na trama. Portanto, se você for experimentar, não abandone a série antes do terceiro, pelo menos. Parece muito, mas não é.

Eu admito que, no início, estranhei a combinação de vampiros com magia. Isso é uma coisa que a série do "O Beijo das sombras" também traz. Em House of Night, vampiros tem tatuagens, dons, afinidades com elementos da natureza. Os vampiros novatos não se alimentam de sangue e sofrem um tipo de "imprint" quando se alimentam de sangue de um ser humano.

Nessa série são citadas algumas cerimônias dos índios norte-americanos Cherokees. Quem traz esse elemento é a avó de Zoey, já que ambas tem ancestrais desse povo. Também temos um anjo caído que é trazido a vida por uma Sacerdotisa do mal. Tem um novato arqueiro com dom de nunca errar uma flecha. Tem alguns novatos que morrem e... "desmorrem".

É...
Muita coisa acontece. Muita reviravolta.
Gente boa cedendo aos apelos do Mal devido a ciúmes, inveja e desejo de poder.
Gente má sendo "curada" pelo amor.
Gente virando vampiro virando gente de novo.
Gente que vira um bicho, bicho que vira gente.
Até cego voltando a enxergar tem! rsrsrs
Tem gatos, cachorro, cavalos. Corvos. Touros.
Tem guerreiros sexys, guerreiros sexys escocêses, ilha paradisíaca.
Romance gay, romance hetero, rainha vampira metida a bruxa louca.
E claro, drama familiar.

E isso tudo fez com que eu simplesmente amasse a série, entende?
Nela, ninguém está a salvo. Mas morrer nem sempre é o fim.
Claro que derramei algumas lágrimas de tristeza, mas também mais de uma vez me emocionei com demonstrações de bondade, amor e amizade.

Queria entrar em detalhes, mas não quero dar spoilers demais.
É uma série cheia de fantasia, bons valores, mitologias.
E reviravoltas =)

Recentemente li o último livro, e devo resenhá-lo por si só aqui no blog também.
Uma coisa que me desagradou foi que a série ao seu desenrolar foi abrindo muitos pontos de vista e isso começou a me incomodar.

Acho válido comentar que as novelas e os livros relacionados a série não são imprescindíveis para o entendimento da série. "O Juramento de Dragon" leva a entender melhor o comportamento do professor Dragon Lankford depois de um evento importante da história. Assim como "O Voto de Lenobia" que eu já resenhei aqui no blog, quando eu li. Conta a adolescência da professora Lenobia e ajuda a compreender seu final na conclusão da série. O "Manua do Novato 101" é complementar também e parece meio bobo, mas ajuda a compreender direito o ritual que ocorre no livro "Despertada".

Ah! Sobre os títulos da série. Em inglês, os verbos conjugados no passado não tem gênero. Então Marked, que foi traduzido como Marcada poderia ser Marcado também... Com isso digo que alguns deveriam ter sido traduzidos para o masculino e nem todos os títulos no feminino são referentes a Zoey. Foi com a releitura da série que eu fui percebendo os detalhes de quem é o personagem ao qual o título se refere naquele volume...

BEM!
Espero ter instigado a leitura dessa série que eu tanto gosto. Experimente. O texto é fácil de ler e há vários outros personagens cativantes por quais se apaixonar. Boa leitura =)


Recomendaria? Sim. Para quem é fã de mitologias, de vampiros e de fantasias. Principalmente para mulheres e jovens, mas isso é relativo.

Releria? Já reli o primeiro livro umas 3 vezes, sendo que reli tudo (livro 1-8) ano passado antes de ler o restante. Essa série se tornou um "porto seguro" para mim em alguns momentos e já usei seus livros para curar Ressaca Literárias =)