terça-feira, 16 de junho de 2015

[Resenha 27] Alma? - Gail Carriger (Protetorado da sombrinha #01)

*** Muito melhor que o esperado - um romance histórico sobrenatural e engraçado ***


Série "Protetorado da Sombrinha" (Parasol Protectorate):

1. Alma? (Soulless)

2. Metamorfose? (Changeless)

3. Inocência? (Blameless)

4. Heartless (livro original inglês, publicado em 2011, ainda sem versão em português) 

5. Timeless (livro original inglês, publicado em 2012, ainda sem versão em português)


Sinopse:  Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado? Uma das séries de Steampunk mais cultuada do mundo.


Opinião:
Há tempo eu não pegava um livro que eu não conseguia largar. 

Esse ano minhas leituras estão, em sua maioria, fracas. Os melhores livros até agora foram "Não Pare!", "O Pessegueiro" e "Ligeiramente casados" que apesar de bons, não eram da minha própria estante! "Alma?" é o primeiro livro meu que eu adorei esse ano.

"Alma?" eu tinha ganhado de presente há quase um ano, num Amigo Secreto de Páscoa. Quem me tirou foi minha querida amiguinha Sté, do blog Devaneios Estrellares. Só tinha lido as duas primeiras páginas dele e apesar de serem duas boas páginas, eu não tinha dado atenção ao livro e ele ficou lá, quase esquecido. Até umas duas semanas atrás.

Eis que, há alguns dias, participei de um Evento Literário da Editora Valentina, promovido pelas irmãs autoras do Blog Rainha do Sobrenatural na Livraria Cultura de Porto Alegre (minha cidade). Clica AQUI para ver o que rolou no evento, a cobertura dada pelo blog das gurias. Além de brindes e do sorteio de alguns livros, no Evento falaram um pouquinho de cada um dos últimos livros lançados pela editora e lá estava a série do Protetorado da Sombrinha, da qual "Alma?" faz parte.

Rolaram alguns spoilers e eu fiquei bem irritada com elas, mas mesmo assim, resolvi tentar ler.

Agooooora... Começa a minha resenha.

O livro é muito legal. Eu não esperava gostar. Afinal, a mistura Steampunk + Sobrenatural + Romance de Época não pareceu atrativa, eu nunca gostei dos fru-frus e do machismo nos romances de época e nunca tinha lido nada estilo Steampunk, mas considerava uma viagem.

Em certos momentos o livro tem cara de "Cinderela", principalmente quando aparece a família da Alexia. Gente do céu! A mãe é uma megera e as irmãs tolas dela... Que loucas sem noção! Em outros momentos o livro lembra (e muito) os romances de Jane Austen, com festas, bailes, chás e tal. E também me lembrou bastante de "Anjo Mecânico" (Série As Peças Infernais, Cassandra Clare) em vários momentos, devido aos cientistas malucos e tal. 
Os sobrenaturais, segundo a série, tem excesso de alma. Dá para entender melhor com o aparecimento de alguns personagens. Alexia, a protagonista, é preternatural. Isso quer dizer que o fato de ela não ter alma acaba fazendo com que qualquer sobrenatural que a toque se torne mortal novamente (somente durante o toque), perdendo as características que o tornam especial.

A Alexia é muuuuuuito engraçada. Na primeira cena do livro, já nas duas primeiras páginas, ela é atacada em uma biblioteca por um vampiro desnorteado buscando morder seu pescoço. O que ela faz? Se defende usando seu dom e sua inseparável sombrinha de babados, mas não sem antes dizer: "Mas que topete! Ainda nem fomos apresentados!" E por aí vai. A gente dá várias risadas com ela.

Antes de falar do maravilindo mocinho-lobisomem, preciso mencionar que a Alexia tem um melhor amigo gay, claro, o Lorde Akeldama, um vampiro que eu acho que deve ser daltônico, porque seu gosto por roupas é bizarro. Ele tem sua "colmeia" (explica-se melhor no livro, o funcionamento de sociedades de vampiro é um pouco diferente das que normalmente lemos) e esta é povoada apenas de homens jovens, bem vestidos e que o veneram... tá podendo ele, né? O Akeldama me faz lembrar um pouco o Lorde Varys (Game of Thrones) no sentido de que ele também é um pouco "Mestre dos Sussurros" estando a par de toooodas as fofocas e informações importantes que estão rolando.

O mocinho da série é o lobisomem Alfa de Londres, Lorde Conall Macon, Conde de Woosley, que é designado como chefe investigador de assuntos sobrenaturais da cidade e acaba dando de cara com Alexia em diversas ocasiões e um clima (climãooo!) vai surgindo entre os dois. O negócio chega a ser até bem hot em alguns momentos, viu? Foi mais um detalhe que me fez gostar mais ainda da série.

Acho que foi a dose perfeita de tudo. De sobrenatural e de romance de época. Quando começava a ficar meio chatinho, logo tinha uma cena hot pra ajudar. Como já falei, ouvi spoilers antes de ler, mas foi a dose correta disso também, porque mesmo conhecendo muitas coisas da trama, a leitura foi ótima e não deixou em nenhum momento a desejar!

Também já fiquei sabendo do que vem pelo livro dois e ouvi muito dizerem que esse livro um é bem melhor que o livro dois, mas mesmo assim quero le-err!!!

Total recomendo! Em breve lerei "Metamorfose?" que chegou hoje pelo correio da AMAZON para mim =D YEY!

Recomendaria?? SIM! Para fãs de sobrenatural e para fãs de romances de época! Até mesmo para fãs de romances HOT, com uma quedinha de sobrenatural.

Releria?? Sim! Ansiosa para começar o meu "Metamorfose?" , o livro dois.