domingo, 15 de fevereiro de 2015

[Resenha 16] Ecos da Morte - Kimberly Derting (Ecos da Morte #01)

** Um livro que eu queria muito ler e não me decepcionou **


Ecos da Morte. Kimberly Derting.
Editora Intrinseca.


Série " The Body Finder"
1. Ecos da Morte (The Body Finder)
2. Desejo dos Mortos (Desires of the Dead)
3. The Last Echo
4. Dead Silence

Sinopse: Violet Ambrose tem dois problemas – o dom mórbido e secreto que carrega desde a infância e Jay Heaton, seu melhor amigo, por quem está apaixonada. Aos dezesseis anos e confusa com os novos sentimentos em relação a Jay, ela começa a ficar cada vez mais incomodada com sua estranha habilidade – Violet encontra cadáveres. Desde pequena ela percebe os ecos que os mortos deixam neste mundo. Ruídos, cores, cheiros. Mas não todos, apenas os das vítimas de assassinato. Para ela, isso nunca foi um grande talento. Na maioria das vezes, tudo o que encontrava eram pássaros mortos, deixados para trás pelo gato da família. Mas, agora que um serial killer está aterrorizando a pequena cidade onde mora e os ecos das garotas assassinadas a perseguem dia e noite, Violet se dá conta de que talvez seja a única pessoa capaz de detê-lo. Em pouco tempo ela estará no rastro do assassino. E ele, no dela.

Opinião: Primeiramente agradeço ao empréstimo da Evelyn (autora do blog Sleeping Child Reloaded, o link tá ali do lado) e ao grupo Livro Viajante do Skoob. 

Esse livro não é o melhor da década, nem do ano, nem nada. Ele é simplesmente um bom passatempo e um passatempo bom. Eu tinha visto esse livro no Skoob há muito tempo e tinha me interessado muito por ele. É tipo de romance que eu gosto de ler, que me toca devido ao seu conteúdo romântico. Faz um tempinho que terminei de ler o livro e acabei adiando a resenha. Ele não é um livro super diferente, entende? Ele acaba sendo mais do mesmo, mas é um mais do mesmo bom, bem estruturado e bem escrito, com algum suspense, fato que rendeu até um pouco de ansiedade de terminá-lo. 

Violet é uma menina que tem um dom de sentir/saber que algo morto está próximo dela, dom que ela chama de "Eco". Ela costuma sentir animais mortos, mas começa a ficar preocupada quando passa a achar de garotas adolescentes. O pai, a mãe e o tio (que é policial) sabem do dom dela, e começa a rolar uma parceria Violet- Tio -> Polícia para achar o assassino. Além disso, terminaram as férias de verão e Jay, o amigo de infância de Violet, acabou de passar (e muito bem) pelas mudanças da puberdade. Agora ele está chamando atenção de todas as meninas da escola, inclusive de Violet, que nega até o último fio de cabelo que algo tenha mudado entre eles, mas a verdade é que ela tá louca por ele<3 rsrsrs

O fato de a autora intercalar alguns "pontos de vista do assassino" torna tudo um pouco mais interessante, mesmo que o suspense não seja nada genial e que eu tenha sacado de antemão a "virada" na história dos crimes. Ainda assim, é um bom divertimento e eu devorei. É um livro leve e fácil e romântico.

O livro não explora em nenhum nível a origem do dom de Violet. Comenta, se não me engano, que a avó dela também possuía esta capacidade. Entendi que esse não era o propósito da história. Pareceu para mim que a autora colocou um suspensezinho na trama, cujo romance de pano-de-fundo na verdade é o principal.

Na real, pessoal... O que eu entenderia ao ler esta resenha é que é um livro bem fraquinho. Foi isso mesmo que eu senti. Ele não é fraco de ruim, só de pouco complexo. Em defesa de "Ecos da Morte": dentro de sua pouca complexidade, ele está bem escrito, não deixou a desejar para mim. 

Apesar de ser uma série de 4 romances, não tenho vontade e nem sinto necessidade de ler os próximos livros. E me sinto feliz por isso! Pelo menos uma que eu não preciso seguir  
Anne 1 x Séries 999,5.

Recomendaria? Sim. Para adolescentes e para pessoas que tem interesse em pessoas sensitivas e em romances entre melhores amigos.

Releria? Talvez. Quanto a continuar a série: provavelmente não vou. A Intrínseca descontinuou a publicação em português depois do segundo volume.