sábado, 6 de setembro de 2014

[Resenha 04 - BR] Até eu te encontrar - Graciela Mayrink

** Resenha de Livro Nacional 01 **

(eu havia publicado esta resenha no meu blog pessoal não-literário Fêmea Sapiens, mas agora que tenho um blog somente para literatura, a trouxe para cá ;-D)



Livro único (não-série). Editora Novo Conceito. 384 páginas.

Sinopse: 

"O quanto uma mudança de cidade pode afetar uma vida? Você acredita em alma gêmea? Como você se sentiria se não gostasse do grande amor da sua vida? É o que Flávia vai descobrir ao deixar Lavras, onde mora com os tios desde o acidente que matou seus pais, quando era criança. Aos dezoito anos, ela decide estudar Agronomia na Universidade Federal de Viçosa, trocando o sul de Minas pela Zona da Mata do mesmo Estado na esperança de uma "mudança de ares". Em sua nova vida, ela conhece Sônia, amiga de infância de sua mãe e agora sua vizinha, que lhe conta a história de sua família materna, até então desconhecida para Flávia. Embora o passado não seja sua maior preocupação, Flávia reluta em aceitar seu destino e ainda precisa superar uma paixão não correspondida pelo seu melhor amigo. Para se ver livre dessa rejeição, ela tenta atrair sua alma gêmea para Viçosa e descobre que o grande amor de sua vida é uma pessoa que ela não suporta."

Opinião:  
Gostei desse livro desde o inicio. A leitura fluiu legal. Li quase todo numa noite, fiquei até as 01h33 da madruga lendo, coisa que praticamente nunca faço. Eu acho que isso tem tudo a ver com o fato de ele ter sido escrito em português e não traduzido para ele. É muito estranho, mas começo a perceber a diferença que é, e apesar de estranhar um pouco isso ainda, eu estou gostando muito de ler mais literatura brasileiras atual.
A capa é fofinha, mas a sinopse é meio bastante "nadavê" com o que a história é exatamente. Por causa dela que não comprei o livro antes. Sério mesmo. Essa história de "não gostar da alma gêmea" só é problema por umas 2 páginas e fica parecendo O Problema central. Isso sem falar que o acidente dos pais mal aparece! E a tal paixão pelo melhor amigo... Aff! Falando como uma pessoa que REALMENTE sofreu com isso, a protagonista nem teve grandes problemas.  Toda sinopse e descrição na capa faz a gente ficar esperando bruuuuuuxaaaas na história e um carinha apaixonante e alma-gêmea desde o inicio e o moço só aparece mais pro final.  Senti um pouco de falta de descrições mais elaboradas dos personagens e dos cenários, mas nada que impedisse de gostar da minha leitura. Esses foram problemas apenas criados pela sinopse mal-feita. Portanto faço uma nova sinopse aqui.

"Ao começar a faculdade longe da família que a criou, a vida de Flávia muda completamente! Felipe logo aparece em seu caminho e a faz sentir especial, e seus novos amigos não deixam com que sua rotina fique monótona. Até mesmo sua vizinha de porta, dona de uma loja de produtos esotéricos e de um amigável cachorrinho a recebem bem e, a partir de então, Flávia começa a descobrir que o passado de seus pais reserva um mistério que afetará seu futuro!
Entre encontros e desencontros românticos, ela perceberá como o amor pode ser algo... Mágico. E como sua alma gêmea pode estar longe de ser quem ela esperava..."

Gostei imediatamente do Felipe, pois ele me lembrou um rapaz conhecido ;-)  Gostei da Flávia também, a protagonista, que é bem desencanada e divertida. Todos os personagens me cativaram, até os "maus". Uma coisa que percebi é que a autora não se prende somente aos protagonistas, ela conta e comenta a história de todos os secundários, coisa que eu gosto muito de fazer em minhas histórias quando escrevo.
A história me trouxe várias lembranças de casos, pessoas e lugares que conheci na época da faculdade. Apesar de não ter saído de casa para estudar como a protagonista, várias sensações dela foram parecidas com as que tive. Lembrei do meu trote, dos gatinhos, dos colegas, das aulas, das festas, das amigas novas. Tudo isso, coisas que a protagonista passa "Até encontrar" o amor, a família, a personalidade dela.
Achei "Até eu te encontrar" apaixonante e já saí recomendando pra várias amigas. Vale a pena.

Recomendo: 
Se você gosta de Chick Lit; Se você está em busca de algo leve e romântico sem ser meloso; Se você gosta de historias com toques de magia; Se você quer ler novos autores brasileiros, como eu; Se você tem boas lembranças da época da faculdade ou quer conhecer um pouco a vida de uma universitária.

Leria outra vez? 
Sim!