terça-feira, 23 de setembro de 2014

[Resenha 07] Alguém como você - Leanne Banks

** Romance de banca dos anos 90, que se passa nos anos 90, mas parece dos anos 30 **


Série Primeiros Sucessos
Os Pendletons #01

256 páginas. Editora Harlequin Brasil


Sinopse: "Carly Pendleton não precisa de mais um homem superprotetor em sua vida… Ela já tem 7 irmãos. Por isso, quando começa a ser cortejada por seu amigo Russ Bradford, prefere resistir. Ele pode ter todas as qualidades da perfeita fantasia feminina, mas sempre fora o anjo da guarda dela. Ainda que Russ insista para que Carly se livre logo de sua inocência, ela não tem o menor motivo para abrir mão de uma independência duramente conquistada… Muito menos se arriscar a ter o coração partido."

Amo o Skoob, mas nessas horas, só o Goodreads salva:

Série Os Pendletons
1. Alguém como você (The fairest of them all) - Carly
2. Dance with the Devil - Garth
3. Uma chance para amar (More than a Mistress) - Daniel
4. Brincando com Fogo (Playing with Dynamite) - Brick
5. For the love of Sin - Troy


Apesar de ter terminado a leitura (caso eu não tivesse gostado muito, teria abandonado-a), não gostei deste livro. 
A sinopse me atraiu, principalmente em eras de "Os Sullivans" da como-assim-você-ainda-não-leu Bella Andre, pois me lembrou a série que eu amo dos 8 irmãos Sullivans, mas é incomparável. A série da Bella André é muito muito melhor.

A primeira cena é de Carly, em um baile, quando adolescente, cheia de mimimi sobre um garoto e Russ (mais alguém lembrou de Friends aí?) consolando-a. Ele passa algo de irmão mais velho também, mas já dá para perceber que seu interesse nela é mais do que fraternal. Nas páginas seguintes, anos depois encontramos Carlene (sim, este é o nome real dela) a frente de uma empresa que faz cruzeiros festivos e promocionais em seu barco. Russ é famoso por seu negócio de criação de peixes e é um homem beeeem interessaaaante. Alto, forte e com cabelos acobreados (mais alguém lembrando de Christian Grey e Edward Cullen aí? Bom, o livro é de 1996, então pré-vampiros brilhosos e pré-50 tons de amarração). Ah! Falando nisso, a foto da capa do livro não tem nada a ver com o casal principal, já que Carly é descrita com cabelos curtos e escuros (bobagem, mas menos um ponto pro livro).

Russ começa a trama tendo enfiado na cabeça que vai se casar com Carly e que ela é perfeita para ele. Ele passa então a jogar com ela, para fazê-la cair na dele. Carly, a mocinha de 23 anos é virgem e toda cidade parece saber disso. Seus irmãos, principalmente, e querem mantê-la pura e protegida sempre. Isso até concordarem com Russ que ela precisa de alguém que cuide dela possessivamente pós-irmãos. 

Entendem agora porque apesar de se passar nos anos 90, parece ser dos anos 30? Há muitas mulheres às quais este tipo de história atrai, mas para mim não colou e pareceu forçado.

Apesar da virgindade da moçoila, há (antes do casamento, óóó!) cenas de sexo. Já era esperado nesse tipo de livro (romance de banca como eu chamo), mas não achei que elas estavam boas: ou foram mal descritas ou mal traduzidas.

Recomendo??
Sim, para leitoras que tem aquela pontinha machista não tão pequena ainda dentro de si e que não se incomodariam com as coisas que disse que me incomodaram.

Releria??
Não. 
Porém, pesquisando para publicar a resenha descobri que é uma série e fiquei interessada em ler os livros que estão publicados no português, principalmente o do Daniel, que é o irmão que mais aparece na trama. Carly tenta juntá-lo com sua secretária em seu livro,  mas a história ficou em aberto, então seria como uma continuação deste, e eu já iria para ele sem tantas expectativas.